Investimentos em imóveis

4 coisas que você precisa saber sobre casa de veraneio

O que você precisa saber sobre casa de veraneio

Sol, praia, céu azul e uma cerveja gelada. Comprar a própria casa de veraneio é um sonho realizado. Seja para passar períodos longos ou para visitar todo final de semana, a casa de praia é uma ótima opção para quem procura fugir da correria da cidade grande e ter um ótimo lugar para descansar e renovar as energias.

Mas adquirir esse imóvel requer os mesmos cuidados — senão mais! — de comprar uma casa para morar: é preciso atenção e planejamento para garantir que o sonho não se torne um pesadelo.

E para que você saiba tudo o que há sobre casa de veraneio — como quais as melhores dicas na hora de pesquisar a sua, como cuidar dela depois de adquirida e os erros que devem ser evitados — fizemos este post que vai te ensinar tudo isso e um pouco mais!

Acompanhe conosco e garanta que seu dinheiro seja bem investido!

1. Como comprar sua casa de veraneio

Escolher um segundo lar para passar as férias não é tarefa fácil. Além de pesquisar bastante até encontrar o imóvel ideal, é preciso prestar atenção a vários detalhes, como a documentação, a manutenção da casa e a infraestrutura do local escolhido.

Veja abaixo o passo a passo para comprar sua casa de praia!

Tenha um planejamento para fazer a escolha certa

Parece óbvio, mas é essencial: escolha o imóvel com bastante cuidado! São muitas as opções que você vai encontrar: desde casas grandes com piscina até condomínios luxuosos à beira-mar, portanto, é importante definir bem o que você espera do seu imóvel de férias antes de sair por aí pesquisando.

Dessa forma, será possível eliminar logo de cara aqueles imóveis que não atendem suas necessidades.

Por exemplo, se você quer um local grande, com vários quartos para receber toda a família e amigos, já sabe que deve começar a procurar por uma casa com mais de 4 dormitórios. Já se você prefere contar com uma vista definitiva para o mar, um apartamento de frente para o oceano é, sem dúvida, a escolha certa para você.

Se você optar por um apartamento em vez de uma casa, tenha isso em mente: empreendimentos com menos unidades garantem um pouco mais de tranquilidade, enquanto aqueles maiores podem ser o ideal para quem quer um pouco de farra.

Focar no que realmente interessa a você e à sua família vai te permitir ganhar tempo e enxergar com mais facilidade as boas oportunidades.

Conheça a infraestrutura local

É comum encontrar casas de veraneio em locais distantes e sem uma infraestrutura urbana adequada. Há quem goste desse tipo de local, mais reservado e envolto pela natureza. Porém, se esse não é o seu caso, fique atento à cidade e a itens como comércio, hospitais e segurança próximos ao local do imóvel.

Principalmente no caso de quem tem crianças, é interessante buscar uma praia que possua toda essa infraestrutura que, além de trazer conforto e segurança para sua família, oferece mais opções de lazer para todas as idades.

Outro detalhe importante é visitar o local antes de assinar o contrato, durante a alta temporada e em diversos momentos do dia, avaliando o nível de barulho e a movimentação da rua — duas coisas que podem influenciar na qualidade das suas férias e do seu descanso.

Uma boa dica é conversar com pessoas que vivem no local para ter uma ideia melhor de como será sua vizinhança e como são as férias por lá. Afinal, ninguém melhor para fornecer referências do que quem vive a realidade da cidade diariamente.

Cheque as vias de acesso

Na hora de tirar um descanso, ninguém quer ter dor de cabeça. Por isso, é importante avaliar as vias de acesso à cidade e ao imóvel antes de fazer sua compra. Nessa hora, responder algumas perguntas pode te ajudar a evitar problemas no futuro.

Algumas delas são: quais as condições das estradas e rodovias? São todas asfaltadas? Estão cheias de buraco? Em quanto tempo você consegue fazer o deslocamento da sua casa até seu imóvel de veraneio? O trânsito é muito ruim durante a alta temporada?

Verifique as condições do imóvel

Agora que você já sabe o que procurar e onde procurar, está na hora de realmente iniciar a pesquisa. Quando achar as opções que mais lhe apetecem, não se esqueça de fazer visitas em cada uma delas.

Durante as visitas, cheque itens como:

  • Instalações hidráulicas: abra todas as torneiras do imóvel e deixe a água cair por dois minutos para verificar se não há vazão nos sifões. Acione todas as descargas para ver se estão em bom funcionamento;
  • Vagas de garagem: leve uma trena e meça as vagas de garagem, garantindo que não vai adquirir espaços que causem transtornos no futuro, principalmente se possui carros grandes;
  • Pisos e revestimentos: avalie visualmente se não existem peças do piso danificadas com rachaduras, trincas ou manchas. Cheque se estão bem assentadas, ou seja, se não existe desnível em nenhum ponto e se as peças não possuem diferença de tonalidade;
  • Pintura: verifique todas as paredes procurando por manchas ou outras falhas na pintura que possam indicar má qualidade;
  • Itens de lazer e de segurança: no caso dos condomínios, verifique quais itens são oferecidos, tais como salão de festas, piscina e quadra. Cheque também se possui portaria fixa e como são os portões de entrada, se certificando de que o local é seguro.

Se puder, alugue antes

Se a propriedade que você cobiça pode ser alugada, faça-o! Caso contrário, veja se existe algum outro imóvel por perto para que você possa alugar e sentir realmente como é passar uns dias na região.

Para quem pode esperar, o ideal é fazer isso tanto na alta quanto na baixa temporada, para verificar, por exemplo, se no verão os locais ficam tão cheios que é impossível conseguir uma mesa em um restaurante ou se no inverno tudo fecha, te deixando na mão.

Para quem está com um pouco de pressa, conversar com pessoas que já possuem casa de veraneio na região pode ajudar a sanar essas dúvidas.

2. Cuidando da sua casa de praia

Quem acha que o trabalho está terminado depois de comprar a casa de praia está muito enganado. Quem não cuida do seu imóvel pode acabar encontrando um lugar bem diferente daquele paraíso à beira-mar depois que o imóvel passar a primeira temporada inabitado.

Uma casa de veraneio exige os mesmos (e alguns mais) cuidados do que o lugar onde você mora. Fatores como maresia, umidade e calor em excesso podem prejudicar a manutenção e diminuir o tempo de vida do acabamento do seu imóvel.

E para que na hora de ter seu descanso você possa gastar seu tempo relaxando e se divertindo, em vez de remediando problemas, veja as dicas abaixo e saiba todos os cuidados que deve ter com sua casa de veraneio antes mesmo de adquiri-la!

Vinagre branco no mofo

O calor e a umidade excessiva, somados aos longos períodos em que o local fica fechado, podem causar mofos nos armários. O mofo é ruim para a saúde e pode ser ainda mais grave caso alguém da sua família sofra de doenças respiratórias.

Para cuidar dele, porém, existe uma solução bem simples: passar um pano encharcado de vinagre branco nos armários para evitar que esse tipo de fungo se desenvolva no local.

Água sanitária para tirar o bolor na parede

Outro problema comum em casas de veraneio, causado também pela umidade em excesso em ambientes fechados, é o bolor. O bolor também é um fungo que, assim como o mofo, pode prejudicar a saúde, especialmente daquelas pessoas que possuem algum tipo de alergia, sinusite ou rinite.

Mas não se preocupe! Se você identificar a ocorrência de manchas nas paredes do seu imóvel, basta misturar em um copo um pouco de água sanitária com água natural e borrifar no local da mancha.

A mancha em si não sairá, podendo ganhar uma cor amarelada que deverá ser retirada com uma nova pintura. Porém, isso evita que o bolor cause qualquer dano à sua saúde e à da sua família.

Dedetize para se livrar dos insetos

É comum, como dissemos, que as casas de praia fiquem em locais envoltos pela natureza, o que pode causar maior incidência de insetos, baratas e cupins próximos ao imóvel. Além de serem bastante desagradáveis, esses bichos podem trazer diversas ameaças, como doenças.

Para evitar esse tipo de problema, o ideal é contratar uma empresa dedetizadora que faça a limpeza do local pelo menos uma vez ao ano, mantendo essas pragas longe da sua casa.

Cloro na piscina

Ter piscina no seu imóvel é excelente e pode trazer ótimos momentos de diversão para sua família. Mas para que a diversão não se transforme em tristeza, é preciso ter cuidado com a água das piscinas para evitar doenças e micoses.

Faça a limpeza adequada e regular da água. O ideal é contratar alguém que faça isso sempre, jogando cloro na piscina, para que, quando você viajar, o local esteja pronto para recebê-lo. Nos dias em que estiver na casa, um cuidado extra é essencial: aspire a água diariamente.

Faça a higienização da caixa d’água regularmente

Em casas de veraneio, a caixa d’água pode ficar parada por longos períodos, favorecendo a incidência de fungos e insetos dentro dela. Para evitar isso, faça a higienização regularmente. Um bom intervalo é de seis em seis meses.

Atenção com a roupa de cama

A roupa de cama em casas de temporada é muitas vezes um item negligenciado. Isso porque, por ter pouco uso, muitos acham que não é preciso ficar trocando os lençóis e travesseiros com frequência.

Para evitar que os travesseiros criem ácaros, o que é bem comum, uma boa dica é colocar uma capa que seja de algodão por dentro e com tecido impermeável por fora.

Os lençóis e toalhas também precisam de cuidados e devem ser lavados sempre antes das suas visitas. Caso você saiba que vá passar meses sem visitar o local, guarde tudo envolvido em plástico, material impermeável.

Sua casa de veraneio pode exigir muitos cuidados, mas com essas dicas você poderá aproveitá-la por muito mais tempo, e o que é melhor: com saúde!

3. Erros que devem ser evitados na hora da aquisição

Já dizia o velho ditado: erros servem para aprendermos com eles. Poder comprar sua própria casa de veraneio é ótimo, mas é preciso cuidado para não se empolgar e acabar se afogando com a escolha errada.

Abaixo, você encontrará os 4 erros mais comuns na hora de adquirir um imóvel na praia para que você saiba como evitá-los e garanta que seu processo de compra ocorra sem nenhum obstáculo!

Assinar o contrato no calor do momento

Como dissemos, comprar sua casa de veraneio pode ser bem empolgante e é preciso atenção para não fechar um contrato no calor do momento. Faça um bom planejamento e pense bem nos detalhes antes de fazer a compra.

Analise os pormenores de acordo com o seu perfil: se quer um local mais tranquilo, ou se procura por uma cidade mais agitada. Aqui, é importante checar se no seu prédio ou vizinhança existem muitos imóveis que são alugados por temporada, pois isso pode significar dores de cabeça no futuro caso você queira paz.

Não estimar custos com manutenção

Já listamos vários cuidados que você deve ter com sua casa de veraneio, e, como era de se esperar, cada um deles vem com um custo. Muitos se esquecem de que ao comprar uma casa de praia, ela vem com um custo de manutenção, afinal, não dá pra deixar o lugar jogado às traças, não é mesmo?

No caso de casas, muitos optam por contratar um caseiro para cuidar do imóvel, limpar a piscina, entre outros serviços. Já nos prédios e edifícios, não há necessidade de um caseiro, porém existem os custos de condomínio que devem ser pagos mensalmente.

Por isso, verifique o seu planejamento financeiro e veja quais desses valores cabem no seu orçamento, se preparando para arcar com eles quando chegada a hora.

Não contar com ajuda especializada

Comprar sua casa de veraneio vai muito além de achar o imóvel e a localização ideal. São muitos os trâmites e processos que vão tomar sua atenção e que devem ser verificados nos mínimos detalhes para que tudo ocorra da melhor maneira.

A documentação do imóvel, por exemplo, deve ser analisada de forma criteriosa por alguém que entende de documentos imobiliários, garantindo, assim, que não haja erros com a escritura de venda e compra do local, entre outros problemas que podem gerar uma dorzinha de cabeça.

Por isso, contar com ajuda especializada nesse momento é essencial. Uma boa corretora de imóveis, que conheça bem a região na qual tenha interesse, poderá te apresentar as melhores oportunidades em custo/benefícios, oferecendo todas as garantias para a realização de um negócio seguro e sem surpresas.

Não considerar o valor de revenda e a liquidez

Comprar um imóvel é um investimento, e um erro comum é não pensar na liquidez do imóvel em que se está investindo. Claro que você não vai comprar sua casa de veraneio já pensando em vendê-la, mas é preciso ter em mente que, no caso de o cinto apertar, o primeiro item de que abrimos mão é ele. Ou mesmo no caso de querer revender para comprar outra opção melhor.

Tudo isso deve ser pensado, avaliando a valorização do local, as condições do imóvel — principalmente no caso de edifícios —, e a liquidez para que seu investimento seja o melhor possível.

Fique atento! As oportunidades são muitas, exigindo que você tenha atenção redobrada para não cair em nenhuma armadilha.

4. Itapema, uma das paisagens mais bonitas do Brasil

E se você está em dúvida sobre a melhor região para procurar sua casa de veraneio, terminamos este post com uma ótima dica: Itapema.

A Princesinha Catarinense, como a cidade é conhecida, fica localizada no Litoral Norte do estado de Santa Catarina, na chamada Costa da Esmeralda. Itapema é considerada uma das praias com melhor infraestrutura turística, atraindo na alta temporada cerca de 300 mil visitantes.

Veja abaixo os 5 motivos pelos quais Itapema pode ser o lugar ideal para seu descanso e da sua família!

Infraestrutura completa ao seu alcance

No verão, Itapema chega a comportar 120 mil habitantes, número que garante uma infraestrutura completa, mas que, ao mesmo tempo, oferece tranquilidade para quem busca paz nas suas férias.

A Meia Praia é a praia principal da cidade. Urbanizada, caracteriza-se pelo grande número de construções civis, comércio, bares e restaurantes em sua orla e avenida principal.

Itapema oferece um comércio bastante ativo, contando com quatro centros comerciais, além de diversos bares, restaurantes e casas noturnas, que lotam durante a alta temporada e animam as noites na praia e na cidade.

Sem dúvidas, se você busca um lugar para descansar, mas sem perder os confortos do ambiente urbano, Itapema é o lugar ideal.

As mais belas paisagens

Como falamos, Itapema fica localizada na Costa Esmeralda, nome dado devido à cor verde-esmeralda das suas águas. Não é a toa que esse é um dos destinos mais procurados por quem busca paisagens paradisíacas. São oito praias, todas com belas paisagens.

A Meia Praia é a que possui a melhor infraestrutura turística. As Praias de Plaza, Ilhota e Cabeço (também conhecida como Praia Grossa) são as preferidas para praticar esportes na água, como o Surf, devido às boas ondas e águas claras.

Já o Canto da Praia tem um mar de águas calmas, formando uma piscina para quem gosta de poucas ondas ou para aqueles que curtem uma pescaria. É lá que fica o Mirante do Encanto, onde você terá uma visão panorâmica de toda a região. Por último, o Costão oferece passeios de barco e caminhadas entre a mata nativa para os amantes da natureza.

Muito sol para suas férias

Outra grande vantagem de Itapema é sua legislação regulando a altura das construções à beira-mar. Ao contrário da vizinha Balneário do Camboriú, marcada pelos altos prédios que, ao fim do dia, fazem sombra na areia, Itapema tem um código de construções bem rígido que limita a altura dos prédios para que o mesmo não aconteça no seu litoral.

Há poucos edifícios altos na sua orla, o que garante para suas férias muito sol nas suas praias durante a maior parte do dia.

Diversão para todas as idades

A paisagem do litoral de Itapema é marcada pela tradição dos pescadores, descendentes de açorianos, combinada com balneários urbanizados e modernos e retiros agrestes.

Isso mostra o quanto a cidade é versátil, oferecendo opções de diversão para toda a família, desde os pequenos, até os mais velhos. É possível encontrar baladas para quem quer mais agito, restaurantes para quem curte uma boa gastronomia e até ecoturismo, para aqueles que procuram uma boa aventura.

A região é propícia para as aventuras ecológicas, com trilhas que cortam a vegetação nativa, nascentes de rios e cascatas. Um dos locais de visita frequente de ecologistas é a Pedra da Gurita, antigo marco da navegação, situado a dez quilômetros do centro da cidade. Seu ponto culminante tem 200 metros de altura.

Quem não gosta de areia e prefere água doce também curte Itapema. Atravessando a BR-101, é possível encontrar cachoeiras menos conhecidas e frequentadas, que oferecem muita tranquilidade e banhos refrescantes em meio à natureza.

Ótima localização

A localização de Itapema também é privilegiada. A cidade fica à beira da BR-101, que é duplicada, garantindo mais segurança às suas viagens. Itapema também é vizinha da famosa Balneário Camboriú (são 12km de distância), uma das praias mais movimentada da região sul, e fica 60km distante da bela capital catarinense, Florianópolis, o que dá um pouco mais de meia hora de viagem. Além de disso, Itapema fica apenas 40km do Aeroporto de Navegantes e 30km de Itajaí.

Itapema também serve como porta de entrada dos municípios de Porto Belo e Bombinhas, famosos por possuírem também praias paradisíacas.

O acesso pela BR-101 é bem tranquilo para quem vem tanto do norte quanto do sul da cidade, e o turista hospedado em Itapema pode, em viagens curtas e em estradas seguras e confortáveis, conhecer os principais atrativos turísticos de todo o estado de Santa Catarina.

Quem escolhe um lugar para passar as férias está também escolhendo um segundo lar. Por isso, na hora de comprar sua casa de veraneio, é preciso ficar atento ao seu orçamento, aos custos de manutenção e saber bem o que procura.

Lembre-se de buscar ajuda de uma boa corretora para que sua escolha seja a melhor possível e garantir que você faça um bom negócio!

E então, pronto para realizar seu sonho? Comente abaixo e nos conte o que você espera da sua casa de veraneio!

Sobre o autor

Imobiliária Shopping Imóveis

Deixar comentário.