Investimentos em imóveis

8 dicas para cuidar de uma casa de praia

8 Dicas para cuidar de uma casa de praia

Todinha feita para o descanso e a diversão, a casa de praia tem que ser bem cuidada. Só assim ela fica pronta para receber com todo conforto você e sua família nos momentos de lazer.

Isso considerado, é hora de descobrir 8 dicas imperdíveis: elas dizem respeito à conservação e foram especialmente elaboradas para você, que deseja manter o imóvel de veraneio em perfeitas condições!

1. Mantenha sua casa livre de pragas

Em lugares quentes e úmidos, é comum a proliferação de insetos. O litoral é um desses locais, pois as médias de temperatura são altas na maior parte do tempo e essa condição, aliada à incidência de chuvas (principalmente no verão), resulta em um ambiente ideal para a criação de mosquitos, pernilongos e outros insetos.

Então, alguns cuidados são necessários, a fim de livrar sua casa desses bichinhos, que, além de desagradáveis, são transmissores de diversas doenças. Entre as providências a tomar está dedetizar periodicamente as áreas internas do imóvel.

Além disso, é bastante útil instalar telas — conhecidas como mosquiteiros — nas janelas: uma fórmula garantida para deixar os inimigos alados do lado de fora da casa.

E como as visitas indesejadas não se limitam aos insetos, é preciso providenciar desratizações de tempos em tempos. Afinal, manter os roedores longe é zelar pela saúde de todos que frequentam a casa.

2. Limpe a caixa d´água

Cuidar da limpeza da caixa d´água em uma casa de praia é essencial. Esse cuidado é, inclusive, um dos primeiros a tomar ao se chegar a um imóvel de veraneio. Pois, sem uso, a água parada na caixa perde o cloro, e disso decorrem sérios problemas. Como a contaminação por algas, fungos e bactérias, perigos que podem acabar com as férias da família.

3. Livre as paredes do mofo

Quando terminam as férias e feriados e chega o momento de ir embora, é inevitável ter que fechar a casa. Com isso, o ar dentro dela fica sem circulação, e pode surgir o temido mofo. Que, inalado, provoca problemas respiratórios.

O problema se agrava se existirem infiltrações e goteiras, pois elas aumentam a umidade, agravando problemas com fungos. Então, antes de sair do imóvel, verifique se não há telhas quebradas, ou canos furados.

E, ao retornar, areje o imóvel inteiro. Abra portas e janelas, deixe o ar circular. Caso perceba manchas de mofo nas paredes, dilua água sanitária e aplique-a sobre as marcas, elas logo vão desaparecer.

4. Cuide dos armários

Você já reparou como os armários fechados por muito tempo também ficam com cheiro de bolor? Isso se dá pelo mesmo motivo que provoca a instalação do mofo nas paredes: pouca circulação de ar.

Mas uma simples receita caseira é capaz de prevenir o bolor que ataca os armários. Seu ingrediente é o vinagre branco. Encharque um pano ou esponja com esse produto e passe no interior dos armários. Assim, eles ficarão livres dos fungos tão nocivos à saúde.

5. Preserve os conteúdos dos armários

Os cuidados com os armários não tornam dispensável zelar pela roupa de cama, cobertas, toalhas e travesseiros ali guardados. Ao chegar à sua residência de verão, areje cada peça de cama, mesa e banho. Dessa forma, você assegura que estejam prontas para a utilização e o mais livres possível de ácaros e do típico “cheiro de roupa guardada”.

E, antes de guardar as roupas e travesseiros para a próxima temporada, embale tais peças em sacos plásticos. Ao fazer isso, aperte as embalagens para que o ar saia, e, só depois, feche-as. Desse modo, embaladas a vácuo, as roupas da casa ficarão melhor preservadas.

6. Dê atenção aos estofados

A umidade e o calor, comuns no litoral, também afetam os colchões e demais estofados. Por isso, providencie uma capa protetora para tais peças: ela servirá como uma espécie de “barreira”. Isso deixará seus estofados mais conservados, mesmo que fiquem sem uso por longos períodos.

E, ao voltar à casa de praia, lembre-se de passar o aspirador de pó em todos os estofados. Desse jeito, você elimina poeira e microrganismos.

Também tenha em mente que tanto colchões como travesseiros têm vida útil que dura em torno de 2 anos. Depois disso, eles devem ser substituídos a bem da saúde de quem os utilizar.

7. Conserve seu mobiliário

Cada peça do seu mobiliário merece toda atenção para atravessar os anos em perfeitas condições. Então, ao preparar a casa de praia para o inverno, não se descuide. Procure seguir as recomendações a seguir:

  • Não deixe móveis expostos ao tempo — mesmo aqueles próprios para áreas externas terão vida mais longa se forem abrigados em lugares secos e longe da luz solar.
  • Tire o pó e outros resíduos dos móveis, cobrindo-os em seguida, a fim de evitar que se manchem e fiquem novamente empoeirados.
  • Proteja os eletrodomésticos da ação da maresia — máquina de lavar, geladeira, fogão e micro-ondas, quando expostos à ação da maresia, acabam enferrujando. Antes de fechar a casa, a dica, aqui, fica por conta de limpar bem e cobrir cada equipamento com uma capa de tecido com tramas bem fechadas.

E, por falar em maresia, é importante ressaltar que não são apenas os imóveis muito próximos da praia que sofrem com ela. Casas e apartamentos localizados a grande distância das praias também são afetados por esse fenômeno, já que os ventos litorâneos transportam gotículas com substâncias corrosivas por quilômetros.

8. Trate a piscina

Quando a casa de praia tem piscina é preciso cuidar — e muito! — desse espaço de entretenimento. Pois, se bem tratada, uma piscina é fonte de muito prazer; caso contrário, transforma-se em um perigoso foco de contaminação.

Existem, no mercado, produtos próprios para manter a água livre de micro-organismos. Dentre esses produtos o mais conhecido é o cloro, sendo preciso saber direitinho como utilizá-lo.

E, na hora de voltar para casa, o que fazer em relação à piscina?

Leia abaixo alguns cuidados para “hibernar” sua piscina:

  • Deixe-a livre de insetos e folhas — para tal use uma peneira cata-folhas.
  • Escove seu interior, a fim de remover algas e bactérias.
  • Aplique um algicida — especialistas podem recomendar o produto certo para sua piscina.
  • Desligue os equipamentos.
  • Diminua o nível da água.
  • Coloque uma capa impermeável.

Mesmo com todas essas ações, não é possível deixar uma piscina sem manutenção. Nesse sentido, o mais indicado é checar a situação desse equipamento sempre que possível. E, para voltar a usar a piscina, além de reverter a hibernação, é importante verificar se não há vazamentos e deixar a água 100% tratada.

Seguindo as sugestões que selecionamos para você e apresentamos nesse post, você terá muito mais facilidade para cuidar da sua casa de praia. E, diga-se: ter um lugar especial para passar o tempo livre é recompensa suficiente a qualquer esforço, não é mesmo? E, se você ainda não achou seu próprio oásis, entre já em contato conosco!

Sobre o autor

Imobiliária Shopping Imóveis

Deixar comentário.